Registro eletrônico de ponto: como facilitar a rotina do seu RH?

Registro eletrônico de ponto: como facilitar a rotina do seu RH?

O registro eletrônico de ponto é mais uma prova do quanto a tecnologia auxilia até mesmo nas mais rotineiras tarefas de um departamento de RH. Controlar a carga horária de funcionários de forma precisa demanda tempo, dedicação e atenção extra de quem o faz.

O registro eletrônico de ponto é como um membro da equipe de RH. Um funcionário muito eficiente, por sinal.

E quando o assunto é tempo, quanto mais otimizado ele for, melhor. E se tem algo que a tecnologia pode nos oferecer com competência, é a otimização de processos.  

O registro eletrônico de ponto se tornou imprescindível nos departamentos de RH.

Controlar a jornada de trabalho dos colaboradores de uma empresa manualmente se tornou um método retrógrado. Tendo em vista o quanto a tecnologia voltada ao mercado de gestão de processos de Recursos Humanos e Departamento Pessoal oferece.

A margem para os erros e o tempo gasto com retrabalho já seriam dois grandes motivos para informatizar a folha de ponto. Mas o registro eletrônico de ponto tem inúmeras outras vantagens tanto para empresa quanto para o colaborador.

Dentre eles, destacamos a transparência. Com o próprio funcionário registrando suas entradas e saídas eletronicamente, podendo acompanhar por e-mail ou algum outro modelo de comprovante, o processo fica mais seguro e inquestionável.  

Mas toda empresa pode ter seu registro eletrônico de ponto? O que diz a lei?

Sim. Toda empresa pode informatizar o controle da jornada de trabalho de seus colaboradores.

Não há um número mínimo obrigatório de funcionários para ter um registro eletrônico. Acontece que nem todos os empregadores querem investir nisso, principalmente, as empresas de menor porte e com quadro de funcionários enxuto. Uma estratégia de economia que pode estar equivocada e impactar negativamente no caixa da empresa.  

A dica aqui é calcular o tempo gasto pela equipe de RH com a folha de ponto, mesmo que o número de funcionários seja considerado pequeno. Provavelmente, a equipe de RH também é enxuta, por isso, é preciso estudar se realmente não vale a pena investir em um registro eletrônico e se a ideia de economia não está sendo errada.

De quem é a responsabilidade de fazer o registro de ponto?

E por falar em equipe, no departamento de Recursos Humanos, quem são os responsáveis pelo controle do registro de ponto? O departamento pessoal ou quem cuida da parte burocrática da vida do funcionário na empresa: quem cuida dos papéis!

Vale ressaltar que o RH cuida da parte “humanizada”: entrevista, integração, etc. O departamento pessoal fica com a parte “fria”: documentos pessoais, atestados e tudo mais.

E qual a importância do registro correto do horário de trabalho dos funcionários?

Total. Na folha de ponto, consta toda a jornada de trabalho do funcionário. Dias e horários de entrada e saída, pausas, folgas, horas extras e tudo mais.

É com base nela que o salário dos funcionários é realizado. Logo, um erro na folha de ponto reflete diretamente no valor pago aos funcionários. Algo passivo, inclusive, de processos trabalhistas.  

E por falar em processos trabalhistas.

O registro eletrônico de ponto é também um respaldo contra processos trabalhistas. Com tudo informatizado, devidamente salvo em seus arquivos, a empresa pode demonstrar a jornada de trabalho do colaborador em questão e comprovar o que for referente a isso.  

Por que investir em um sistema de ponto eletrônico?

São inúmeras as vantagens em informatizar o registro de ponto dos funcionários da empresa. Dentre eles, os mais significativos são:

  • Transparência no processo, trazendo respaldo para possíveis processos trabalhistas;

  • Otimização de tempo gasto com esta tarefa, deixando a equipe livre para as outras demandas;

  • Minimizar erros que impactam em outros processos, sobretudo, o de pagamento do salário do funcionário.

E como funciona o sistema de ponto eletrônico?

O avanço da tecnologia não para, inclusive, para os departamentos de RH. Atualmente, os registros podem ser feitos por meio de um crachá com chip ou código de barras ou por biometria, o reconhecimento da digital, um método considerado eficaz e o mais indicado contra fraudes.

Nele, é feito um cadastro da impressão digital do colaborador, que deve registrá-lo no ponto sempre que entrar e sair, inclusive, nas pausas como o almoço ou lanche.

O sistema desenvolvido pela BuildUP é exatamente assim, atendendo todas as necessidades de um departamento de RH, independente do porte da empresa. Uma vez que todo e qualquer empregador se preocupa não somente em otimizar processos, mas torná-los cada vez mais seguros e transparentes para todos.   

O registro eletrônico de ponto é, sem dúvidas, um passo à frente no departamento de recursos humanos e pessoais de uma empresa.

Se você está em busca de um registro eletrônico de ponto eficaz, fale com a BuildUP. Ficou com alguma dúvida? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

Leave a Comment